A Comparative Study in the Execution of Gypsum Coatings under an Environmental Impact Perspective

A Comparative Study in the Execution of Gypsum Coatings under an Environmental Impact Perspective

Loading document ...
Page
of
Loading page ...

Author(s)

Author(s): Fabiane Bordin, Suelen Pavi, Júlia de Marco, Luana Simões Pires de Oliveira, Michel Fagundes, Maurício Roberto Veronez, Francisco Manoel Wohnrath Tognoli, Bernardo Fonseca Tutikian

Download Full PDF Read Complete Article

603 1168 1-7 Volume 2 - Dec 2013

Abstract

The gypsum slurry used in coatings is a construction material that generates many residues. Despite the proven feasibility of recycling, the reduction of waste is still the best way of minimizing the environmental impact. Different technologies have been studied in order to replace its use. However, studies have shown that the losses in construction when using gypsum plasterboard panels are approximately 5%. Although gypsum plasterboard panels seem to be environmentally more suitable, it is necessary to do a comparative study to support the advantages of using plasterboard panels. The survey of aspects and impacts was carried out directly in the monitoring of the implementation procedures in work. For the impact assessment, the methodology took into account significance criteria, scope, frequency and severity. From the score attributed to these criteria was possible to assess the severity of impacts and define which finishes would be environmentally more suitable. As a result has been that the gypsum plasterboard panels causes less environmental impacts during the construction, in this evaluation we found 33 impacts unless that the coatings with gypsum slurry and their most appropriate use under the environmental point of view.

Keywords

construction materials, gypsum plasterboard panels, gypsum slurry, environmental impacts

References

  1. Araujo, R.C.L.; Rodrigues, E.H.V.; Freitas, E.G.A. Materiais de Construção; Editora Universidade Rural: Rio de Janeiro, Brasil, 2000; p. 18-22
  2. Lyra Sobrinho, A.C.P.; Neto, A.A.A. Dantas, J.O.C. Gipsita. Sumário Mineral Brasileiro 2012, 32
  3. Bernhoeft, L.F.; Gusmão, A.D.; Tavares, Y.V.P. Influência da adição de resíduo de gesso no calor de hidratação da argamassa de revestimento interno. Ambiente Construído 2011, 11 (2). 189-199
  4. John, V.M.; Cincotto, M.A. Gesso de Construção Civil. In Materiais de Construção Civil e Princípio de Ciência e Engenharia de Materiais, 2ª ed.; Editor Geraldo C. Isaia, IBRACON: São Paulo, Brasil, 2010; Volume 1, p. 751-758
  5. Pires Sobrinho, C.W.; Influência da Adição de Resíduos de Gesso nas Propriedades Mecânicas das Pastas para Revestimento. In Seminário sobre Resíduos Sólidos da Construção Civil, Anais do Encontro Nacional sobre Aproveitamento de Resíduos na Construção Civil, Feira de Santana, Brasil, Julho 2009; 12 p
  6. John, V.M.; Cincotto, M.A. Alternativas da gestão de resíduos de gesso. Reciclar para construir Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, 2003. 9 p. Disponível em: http://www.reciclagem.pcc.usp.br/artigos1.htm. (acesso em 20 de maio de 2013)
  7. Agopyan V.; Souza, U.E.L.; Paliari, J.C.; Andrade, A.C. Resultados e Análises: eletrodutos, condutores, tubos de PVC, placas cerâmicas, tintas, revestimento têxtil, gesso. In Alternativas para a redução do desperdício de materiais nos canteiros de obras; EPUSP/ FINEP/ ITQC: São Paulo, Brasil, 1998; Volume 5
  8. Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA). Resolução Conama nº 307, 2002. Disponível em: http:// www.mma.conama.gov.br/conama (acesso em 20 de maio de 2013)
  9. Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA). Resolução Conama nº 431, 2011. Disponível em: http:// www.mma.gov.br/port/conama/legiabre (acesso em 21 de maio de 2013)
  10. Pinheiro, S.M.M. Gesso reciclado: avaliação das propriedades para uso em componentes.Tese de Doutorado, Unicamp, Campinas, 2011
  11. Antunes, R.P.N. Estudo da influência da cal hidratada nas pastas de gesso. Tese de Mestrado, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - USP, São Paulo, 1999
  12. Marcondes, F.C.S. Sistemas logísticos reversos na indústria da construção civil – estudo da cadeia produtiva de chapas de gesso acartonado. Tese de Mestrado, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - USP, São Paulo, 2007
  13. Resende, F. Produtividade na execução de forros e divisórias de gesso acartonado. Trabalho de pós-graduação, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - USP, São Paulo, 2002
  14. Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR ISO 14.001. Sistemas de gestão ambiental – Requisitos com orientação para uso. ABNT: Rio de Jneiro, Brasil, 2008; 27 p
  15. Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR ISO 14.004. Sistemas de gestão ambiental – Diretrizes gerais sobre princípios, sistemas e técnicas de apoio. ABNT: Rio de Janeiro, Brasil, 2007; 45 p
  16. Pires, D.C.; Kieling, A.G.; Calheiro, D.; Simon, L.; Arend, C.O.; Moraes, C.A.M. Avaliação dos aspectos e impactos ambientais de uma indústria de fundição. In 65º Congresso Internacional da ABM, Anais do 65º Congresso Internacional da ABM, Rio de Janeiro, Brasil, Julho 2010; p. 2919 – 2988
  17. Medeiros, M.S. Poluição ambiental por exposição à poeira de gesso: impactos na saúde da população. Tese de Mestrado, Fundação Oswaldo Cruz, Recife, 2003

Cite this Article:

  • BibTex
  • RIS
  • APA
  • Harvard
  • IEEE
  • MLA
  • Vancouver
  • Chicago

International Journal of Sciences is Open Access Journal.
This article is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0) License.
Author(s) retain the copyrights of this article, though, publication rights are with Alkhaer Publications.

Search Articles

Issue June 2019

Volume 8, June 2019


Table of Contents


Order Print Copy

World-wide Delivery is FREE

Share this Issue with Friends:


Submit your Paper